Você merece muito mais de você mesmo!!! Não deixe que situações ruins se repitam na sua vida.

by - outubro 07, 2020


Quantas vezes na nossa vida temos a percepção que não saímos do lugar, que as situações se repetem, que não temos energia emocional para mudar padrões. 

Temos padrões limitantes, um verdadeiro ciclo de alto e baixos, idas e vindas e a percepção é uma só...não saímos do lugar. Anos e anos atraindo pessoas e situações que agem da mesma maneira, nos magoam, nos oprimem, acabam com nossa autoestima. Nos levam para baixo, não nos deixam acreditar em nosso potencial como ser humanos e muito importante, nosso potencial divino. 

E seguimos procurando a resposta sem perceber que ela é uma só: Nós mesmos!! 

A chave da mudança, da transformação é nossa responsabilidade – ÚNICA!!! 
Ela está dentro de nós, de cada um de nós, vibra, impacta nossa vida e nos faz construir o sucesso ou o fracasso. 

Nós somos os agentes do nosso destino e nossa vibração, nossa energia, nosso foco e ação é o que nos levará ao sucesso ou ao fracasso. 

É o que trará prosperidade, felicidade, bem-estar e harmonia. 

E o que nos fará ter uma vida mais plena. 

E o que nos libertará dos padrões limitantes. 

Somos responsáveis pela nossa vida e corresponsáveis por aquilo que construímos ao nosso redor. 

Nós, SÓ NÓS, escrevemos nossa história, somos autores do nosso destino, personagens de nossa trajetória. 

O que você vibra? O que está escrevendo, desenhando, rascunhando? O que está vivenciando? A sua atitude é o que impulsiona a mudança. Comece pensando, o que quero mudar? O que se repete sempre? Qual é o meu padrão limitante (onde você para, congela e não saí do lugar), o que não quero mais para mim, para minha vida, minha trajetória pessoal, emocional, mental, financeira ou profissional?

Coloque em um papel e guarde-o, leia-o diversas vezes e ao final repita: NÂO QUERIO MAIS ESSA SITUAÇÃO PARA MIM. ESSES PENSAMENTOS NÃO EM PERTECEM! ESSA SITUAÇÃO NÃO FAZ MAIS PARTE DE MIM, DA MINHA VIDA!!

DIGA NÃO!!

Por que isso é importante? Ao escrever você movimenta a energia, o pensamento e dá foco a ideia. Ao dar foco a ideia, você transfere essa ideia para o papel, organiza sua mente e começa a entender o processo que cria seus pensamentos negativos. 

Ao organizar os pensamentos, conseguirá perceber como os cria, em qual situação diária eles se manifestam.

E pouco a pouco vai começar a perceber e a modificar esse pensamentos. Esse processo inclusive tem um nome bonito, brain dump - ou limpe sua mente.  Voltaremos a esse conceito em outras matérias. 

Quer um exemplo bem trivial.

Você chega ao seu trabalho e todo dia uma colega que senta no outro extremo da sala passa por você, te cumprimenta e algumas mesas adiante, para olha para trás e dá um sorrisinho forçado, comentando algo com alguém que senta ao lado dela. 

Você sente um desconforto, aquele olhar te mata, você se incomoda, fica triste, perde o foco e precisa de pelo menos uma hora para voltar ao normal, quando volta. 

Aos poucos, a situação te incomoda tanto que você começa a pensar nela assim que acorda e pior começa a ser escravizado pela situação.

Nossa, que roupa colocarei hoje? Ela vai me medir e se eu tiver inadequada? Será que foi o chefe que falou algo? Nossa, posso perder o emprego? Meu Deus o que ela sabe que não sei?

Um frio no estômago toma conta de você, o café não desce, o cabelo não ajeita, o caminho fica longo e você não sente mais prazer em trabalhar. Começa a se sentir mal e não produz mais. Passa mais algum tempo e os pensamentos e a situação te domina de tal forma que você começa a ter insônia. Depois, volta para casa já pensando no dia seguinte e não consegue deixar de pensar na situação.

Perdeu a confiança, está com a autoestima abalada, não sente mais o prazer que sentia ao sair, ir ao cinema e fazer as coisas prazerosas de sua rotina. 

Por que? 

Quem disse que ela estava falando de você? No longo corredor de mesas de trabalho haviam mais 10 colegas entre vocês. Ela podia estar comentando de qualquer um. Ela podia estar te elogiando e se sentir inadequada pela sua presença marcante, sua autoconfiança, sua inteligência e bom gosto?

Ela podia estar se sentindo inadequada por seus próprios padrões limitantes....

E você absorveu uma energia que não era sua e o pior se deixou levar por essa situação, quase se destruindo emocionalmente.

Poderíamos criar um fim para a história. Temos mil ideias para explicar a situação, mas gostaríamos que você criasse esses finais. 

Primeiro, crie finais bons para você e depois comece a ampliar o seu campo vibratório criando finais bons e felizes para as duas moças da história.

Vá além, se encaixe na situação e veja quando vezes não fez algo parecido em alguma situação da sua vida. Coloque no papel a sua situação e o que você criou, e mais, criei fins diferentes para o que você acha que sabe. E aqui vai uma informação mais importante ainda, não vale se levar pela fofocaiada dos "amigos" que muitas vezes sabem bem menos que você e por não estar vivenciando aquilo, podem dar asas a imaginação...ruim, diga-se de passagem. 

Temos certeza que se fizer esse exercício de construir ao menos 21 finais felizes para essa história, você entenderá como criou situações e energias que te deixaram para baixo e não permitiram seu avanço pessoal.

Vá mais além, crie um caderno com os exercícios que vamos propondo e quando vivenciar alguma situação difícil, volte as suas anotações para dimensionar verdadeiramente a situação atual.

E repita o exercício acima para a situação atual e se possível comece a criar finais inimagináveis, BONS logicamente, para a nova situação.

Mexa-se, pense, comece a libertar-se. 

Venha com a gente nessa jornada. 

E aí, você já sorriu hoje?

You May Also Like

0 comentários

Adoraremos saber sua opinião!